>> Biografia
 

 

Lucélia Santos


Aladim Miguel
Maria Lucélia dos Santos nasceu em Santa Terezinha/Santo André (São Paulo) no dia 20 de Maio de 1957, filha do saudoso Maurílio Simões dos Santos e da saudosa Maria Moura dos Santos, ambos ex-operários da Rhodia. Tem mais dois irmãos: Maurílio Wagner e a cantora e atriz Cristina Santos. Aos 9 anos escutou pela rádio a atriz Cacilda Becker chamando crianças para fazer parte de uma de suas peças, mas sua mãe não lhe deu muita atenção. Descobriu sua verdadeira vocação para as artes quando foi assistir, em uma excursão de colégio , a peça “A Moreninha” com Marília Pêra no Teatro Anchieta (SP), ficou completamente fascinada com o espetáculo e decidiu que seria atriz para sempre. Cursou o primário, ginásio e o científico no Instituto Educacional Doutor Américo Brasiliense (SP). Estreou no teatro aos 14 anos na peça infantil “Dom Chicote Mula Manca e seu Fiel Companheiro Zé Chupança” substituindo a atriz Débora Duarte, que veio para o Rio de Janeiro fazer a novela “Bicho do Mato”, da Rede Globo. Lucélia ganhou todos os prêmios de revelação daquele ano. Logo foi descoberta pelo professor Eugênio Kusnet, que reconheceu seu talento e a convidou para fazer um curso de teatro com ele por dois anos. Logo após o término do curso foi convidada para participar da montagem carioca de “Godspell”, musical que era apresentado em um circo em Botafogo. Concluiu seu curso científico no Rio de Janeiro, pois já estava atuando no teatro; prestou vestibular para Medicina, por imposição do pai que não queria que ela parasse de estudar, infelizmente não passou, pois já estava completamente envolvida com a carreira de atriz. Trabalhou como recepcionista de uma clínica de emagrecimento. Depois fez “Rock Horror Show” e em 1976, protagonizou a peça ”Transe no 18”, ao lado do ator Milton Moraes que a ajudou muito; foi quando o diretor Herval Rossano e o novelista Gilberto Braga a convidaram para o papel-título da telenovela “Escrava Isaura”; tudo isso depois de ter sido reprovada em vários testes na Globo, ela chegou a ser convidada para a novela ”Estúpido Cupido” de Mário Prata, que acabou não fazendo por motivos financeiros. No mesmo ano estreou no cinema em “Paranóia”, de Antônio Calmon. Daí para frente não parou mais; em alguns anos chegou a fazer televisão, teatro e cinema ao mesmo tempo. Casou-se com o maestro John Neschling e em 1982 teve seu único filho, o também ator Pedro Neschling. Lucélia construiu uma carreira de sucessos contínuos que a transformaram em uma das atrizes mais queridas e populares do Brasil, e também a mais conhecida mundialmente por causa das novelas exportadas pela Rede Globo.

 

Veja AQUI a homenagem do programa 8 ou 800 a carreira de Lucélia Santos.

Aladim Miguel nasceu no Rio de Janeiro no dia 10 de Janeiro de 1971. Desde criança sempre teve muito interesse no mundo televisivo. Mas foi em 1976 que o então menino de 5 anos assistiu à novela “Escrava Isaura” e ficou fascinado com a atuação da atriz Lucélia Santos. No início dos anos 80 ele começou a arquivar todas as matérias que eram publicadas em revistas e jornais. Em 1988 surgiu a primeira oportunidade de poder mostrar todo o seu vasto material no programa “Sem Censura” da TV Educativa (RJ). Logo depois deste programa foi convidado pela própria Lucélia para um almoço em sua casa, onde se conheceram. Desde então se tornaram amigos, esta amizade o fez realizar em 2002 uma exposição em homenagem aos 30 anos de carreira da atriz no RJ. Hoje seu arquivo possui 6.000 fotos de toda a sua trajetória pessoal e artística. Também tem todos os seus filmes, especiais e novelas gravadas em DVD. Foi convidado para fazer colaboração na elaboração do livro “A Hollywood Brasileira – Panorama da Telenovela no Brasil” do pesquisador Mauro Alencar.. Em 2014, chegou a final do remake do game "8 ou 800" respondendo sobre a carreira da atriz no "Video Show" da TV Globo..



Aladim Miguel por Lucélia Santos

“Bom, eu acho super bonitinho, muito gratificante ver uma pessoa inteligente como o Aladim, que tem um trabalho tão dedicado a mim, a minha carreira, a estória da minha carreira na televisão, e também no teatro e no cinema, mas especialmente na televisão.

Eu me sinto muito feliz com isso, eu me sinto sinceramente agradecida por todo o esforço, por toda a dedicação, por todo o trabalho, investimento, carinho que o Aladim, essa pessoa maravilhosa, me doa tão generosamente. Muito obrigada, que Deus lhe pague.

O Aladim Miguel é um ser humano muito especial, uma pessoa de uma generosidade e delicadeza incomuns... Não há muitos Aladins nesse mundão! Eu tive a sorte dele ter se encantado com meu trabalho e criar esse arquivo com tanto cuidado e dedicação. Nem tenho palavras para agradecer tantas coisas bacanas que ele faz todos os dias na net para manter vivo o mito que é tão importante para ele. Além de todos os cuidados extra net que ele sempre tem comigo e com tudo que faço na minha carreira, ele não existe! Sou grata a ele e desejo que ele seja muito feliz nessa vida e encontre o caminho da iluminação...“.


 

 

 
Copyright © Arquivo Lucelia Santos 2004 - Desenvolvido por Consultoria Web Design
 
Resolução mínima 1024X768 ou superior e plug-in flash 5.0 - Todas as fotos contidas neste site são para fins de divulgação. ::dúvidas::